Representações da figura do emigrante em Milan Kundera

Palavras-chave: Kundera; literatura; emigração

Resumo

O nome do escritor Milan Kundera começa a ser conhecido internacionalmente depois da publicação, no outono de 1968, de uma tradução francesa de Zert (La Plaisanterie - A Brincadeira).
Acabado de redigir em 1965 e publicado em 1967 na Checoslováquia onde é bem acolhido pela crítica e pelos leitores, o livro narra a história de um jovem estudante checoslovaco, em finais da década de 1940, que por ter escrito uma brincadeira num postal destinada à namorada sobre questões de ortodoxia comunista, acaba por ser expulso da organização de jovens estudantes e da própria universidade.

Biografia Autor

Luís Gonçalves, Universidade Aberta

Dedicou-se ao teatro entre 1981 e 1989 enquanto ator, assistente e encenador em Paris e Lisboa, tendo estudado no Instituto de Estudos Teatrais da Universidade da Sorbonne nouvelle. Participou na organização do Festival Internacional de Música de Coimbra entre 1993 e 2004.
Foi formador de Língua Francesa em Paris e lecionou no Institut Franco-Portugais (1990-1993), na Alliance Française de Lisboa (1989-1998) e na Universidade Lusófona (1997-1998).
É docente da Universidade Aberta desde finais de 1997, inicialmente como Assistente Convidado e, desde abril de 2002, como Professor Auxiliar.

Publicado
2020-04-28
Secção
Artigos