Política de Língua portuguesa no contexto migratório europeu (2010-2015)

Palavras-chave: Política de língua; União Europeia; Ensino Português no Estrangeiro; Migrações

Resumo

O artigo pretende ser uma breve contribuição para o estudo da evolução da Política de língua adotada pelos Governos de Portugal no Período 2010-2015. As referências de contextualização que abrangem o período pós-25 de Abril, no que respeita à difusão e ensino Língua Portuguesa no contexto migratório europeu e da UE em particular, das políticas da UE e dos países de acolhimento servem o propósito, ainda que de forma breve e concisa, de situar o quadro em que a política de língua externa de Portugal para o Ensino Português no Estrangeiro (EPE) se posicionou e agiu.

Biografia Autor

Mário Filipe, Universidade Aberta

Atualmente, Professor Auxiliar na Universidade Aberta. Foi vice-coordenador científico do Centro de Estudos das Migrações e Relações Interculturais (CEMRI) até 2019, Investigador em Política de língua e Planeamento Linguístico, desenvolve atividade de docente e de investigador nesta área. Foi docente de PLE em Macau (1988-1993). Desde 1996 em Portugal, tem participado em projetos Europeus apoiados pela Comissão Europeia de que a Universidade Aberta tem sido parceiro ou promotor, no âmbito das línguas e culturas de negócios para o apoio à exportação nas pequenas e médias empresas e da difusão, de promoção do multilinguismo na Europa em representação do Camões, IP, atualmente coordena a equipa do CEMRI no Projeto ERASMUS+ Peacemakers.
Vice-Presidente do Instituto Camões, IP (2010-2012) até à sua extinção e criação do Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP onde foi Adjunto da Direção para a área da língua portuguesa, de 2012-2015; Vogal da Direção do Instituto Português do Oriente (IPOR), na Região Administrativa Especial de Macau (R.A.E.M. - R. P. China), nomeado pelo MNE - Instituto Camões (1999-2002); Chefe de Divisão na Direção de Serviços de Ação Cultural Externa do Instituto Camões (1998-1999), onde esteve ligado à promoção, edição de autores portugueses em línguas estrangeiras;

Interesse profissional e de investigação ligado, nos últimos 15 anos, à Política de Língua e ao seu Planeamento.

Publicado
2020-04-28
Secção
Artigos