RE@D - Revista de Educação a Distância e Elearning https://journals.uab.pt/index.php/lead_read <p>A Revista RE@D - Revista de&nbsp; Educação a Distância e Elearning é uma revista online, de acesso aberto, editada pelo Laboratório de Educação a Distância e Elearning (LE@D), sediado na Universidade Aberta. Tem como objetivo promover o intercâmbio de ideias, pensamento e investigação em torno de domínios considerados vitais para o desenvolvimento da Educação a Distancia, da Educação Aberta e do Elearning.&nbsp;&nbsp;</p> LE@D - Laboratory of Distance Education and eLearning pt-PT RE@D - Revista de Educação a Distância e Elearning 2182-4967 Compreender e desenvolver as competências digitais https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/165 <p>Editorial</p> António Dias de Figueiredo ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2019-04-09 2019-04-09 2 1 1 8 Das Competências de uso das Tecnologias Digitais ao Exercício pleno da Cidadania Digital https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/160 <p>A participação informada nos processos de decisão coletiva exige melhores níveis educacionais, um leque mais amplo de competências digitais e, naturalmente, o acesso às tecnologias.</p> <p>Na sociedade global digital, este processo faz parte do exercício de uma cidadania informada. A cidadania digital pressupõe a participação mediada pelo acesso e, sobretudo, pelo uso crítico das tecnologias digitais, nos processos de decisão social. Em estreita ligação com a cidadania digital encontra-se a literacia digital. Entendida numa perspetiva mais ampla do que a literacia tecnológica, supõe o desenvolvimento de competências fundamentais que contrariam a exclusão social e, por consequência, representam um valioso mecanismo para o seu combate, especialmente em grupos sociais em risco.</p> <p>As competências digitais fazem parte das competências essenciais da educação ao longo da vida, estando diretamente relacionadas com os conceitos de cidadania digital e participação democrática. Neste sentido, é importante conhecer os níveis de literacia digital em diferentes grupos sociais para, depois, dar resposta às suas necessidades, através de programas e outras iniciativas de formação.</p> <p>No presente artigo, começamos por analisar os conceitos de cidadania digital, literacia digital e competências digitais para o séc. XXI, bem como as relações entre estes conceitos. Posteriormente, são apresentados dados parciais de uma investigação em curso sobre o impacto de dois programas de formação Posteriormente, são apresentados dados parciais de uma investigação em curso sobre o impacto de dois programas de formação para a aprendizagem de competências digitais, como via de empoderamento, no Alentejo e nos País Basco.</p> Luisa Aires Ricardo Palmeiro Visitación Pereda ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2019-04-09 2019-04-09 2 1 9 25 Competências Digitais, Qualificação e Empregabilidade https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/128 <p>Este estudo exploratório, apresentado sobe a forma de mapeamento, tem como objetivo analisar as investigações produzidas em Portugal sobre Competências digitais, Qualificação e Empregabilidade. Para tal, aplicamos o descritor “Competências digitais” conjugado com “Qualificação” e “Empregabilidade”, ao Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal, obtendo-se um <em>corpus</em> de análise, o qual foi analisado num processo analítico-metedologico inspirado no Meta-modelo de Análise e Exploração do Conhecimento Científico ©.</p> <p>No enquadramento teórico constata-se que, no contexto da atual sociedade, em que as novas tecnologias colocam novos desafios aos indivíduos, as organizações governamentais têm vindo a definir estratégias políticas, no sentido de melhorar as competências digitais dos seus cidadãos, estabelecendo uma relação direta com a sua qualificação e empregabilidade.</p> <p>Com este trabalho pretendemos contribuir para a sistematização do conhecimento sobre as áreas das Competências digitais, Qualificação e Empregabilidade. Em última instância, esperamos contribuir para que mais, melhores e futuras iniciativas de aquisição e desenvolvimento de competências digitais possam ser bem (in)formadas. Dito de outro modo, possa contribuir para que a evolução digital seja já uma realidade no presente de toda a sociedade.</p> João Paulo Pinto Teresa Cardoso Filomena Pestana ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2019-04-09 2019-04-09 2 1 26 45 Mapeamento da literatura sobre Competências Digitais do Professor https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/139 <p>Este artigo tem como objetivo analisar a atual situação da investigação internacional sobre competências digitais dos professores. Para tal foi realizado um mapeamento sistemático dos artigos recuperados no Portal de Periódico da CAPES entre janeiro e março de 2018. Importa dizer que se optou pela busca no Portal de Periódico da CAPES porque, à época, este permitia o acesso da coleta de dados para este estudo, aos textos completos de artigos de mais de 38.000 publicações periódicas internacionais e 126 bases de dados (a exemplo do Proquest, EBSCO, Science Direct, Emerald, Web of Science e Web of Knowledge) com resumos de documentos em todas as áreas do conhecimento. Optou-se pela regra de exaustividade de Bardin (2011), não sendo definido corte temporal <em>a prior</em>i para coleta de dados. Após a coleta de dados, foram recuperados 175 artigos, sendo 37 considerados válidos para compor o corpus deste estudo. As conclusões revelam que o interesse maior dos pesquisadores é sobre as competências digitais docentes de uma maneira mais ampla e que, por exemplo, pouco se estuda sobre a sua transposição pedagógica. Os achados corroboram também com estudos anteriores com relação às múltiplas interpretações da compreensão do que seja competência digital. Também há indícios na literatura analisada do uso de mais de uma terminologia, inclusive no mesmo texto, de maneira indistinta e sinonímica, para se referir às competências digitais.</p> Fernanda Roda Lina Morgado ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2019-04-09 2019-04-09 2 1 46 61 Competências Digitais dos Professores para Produção de Recursos Educacionais Abertos (REA) https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/123 <p>A centralidade deste artigo são as competências digitais necessárias para produzir e compartilhar Recursos Educacionais Abertos. Destaca-se de que modo essas competências foram desenvolvidas durante um <em>Small Open Online Course com foco em Recursos Educacionais Abertos. </em>O objetivo geral do curso foi conhecer os REA para integrar nas práticas e nos materiais didáticos. Os participantes foram professores do Ensino Médio brasileiro, das redes públicas, na região central do estado do Rio Grande do Sul. A obtenção de dados ocorreu por meio de questionário de avaliação do curso, acompanhamento e análise das atividades desenvolvidas pelos participantes durante o curso. Os resultados apontam as restrições do <em>Copyright</em> e a inovação ocasionada pelas concepções de abertura na produção de material didático. Conclui-se que as dificuldades enfrentadas pelos professores, na adaptação, remix, produção de REA original e o no compartilhamento em redes abertas, podem ser minimizadas com o aprimoramento das competências digitais e com a continuidade da efetivação dos 5Rs de abertura dos REA.</p> Mara Denize Mazzardo Ana Nobre Elena Maria Mallmann ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2019-04-10 2019-04-10 2 1 62 78 A Literacia Digital e as Competências Digitais para a Infoinclusão dos mais Idosos https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/140 <p>Pretende-se com este artigo fazer um levantamento, como enquadramento introdutório, na atual sociedade digital, das principais iniciativas internacionais – União Europeia – e iniciativas nacionais relativamente ao processo que levou à apresentação de propostas associadas à literacia digital e às competências digitais como forma de promover a competitividade de cada país. Seguidamente, passou-se para uma análise crítica e reflexiva acerca do conceito ou dos conceitos subjacentes ao que é entendido como literacia digital e competências digitais através do confronto de perspetivas de diversos autores. Na sequência desta discussão, faz-se uma abordagem à problemática que advém de se ser info-incluído e info-excluído, com um particular foco nos adultos mais idosos, dado que estes representam os cidadãos com as menores taxas de acesso e de utilização das tecnologias digitais. A constatação da designada digital divide acarreta consigo uma potencial exclusão social com todas as consequências inerentes. Contudo, é discutido ainda o facto de podermos estar perante uma nova digital divide que pode ser intergeracional ou intrageracional porque emerge a noção clara de que a literacia digital e as competências digitais associadas só estão presentes se houver uma atitude crítica e reflexiva na utilização e mobilização das tecnologias digitais em detrimento de aspetos mais funcionais ou instrumentais.</p> Henrique Manuel Pires Teixeira Gil ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2019-04-09 2019-04-09 2 1 79 96 Desenho instrucional gamificado no ensino superior online: a perceção e experiência dos estudantes https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/101 <p>O artigo aqui apresentado foca-se numa investigação realizada no contexto do ensino superior online, no decurso do qual se delinearam, aplicaram e avaliaram dois desenhos instrucionais gamificados. Do ponto de vista metodológico, foi usada a metodologia de Design-Based Research, integrando duas fases, com estudantes quase em final de licenciatura a que se seguiu uma segunda fase com estudantes no início do seu percurso académico. Em qualquer dos casos foi usado um desenho curricular integrando 9 elementos de jogo, embora a mecânica do sistema tenha sofrido alterações, em função dos destinatários e do contexto disciplinar. A recolha de dados foi feita com base na observação participante, em questionários aos estudantes e em entrevistas, que, realizadas posteriormente, procuraram clarificar aspetos advindos da observação ou das respostas aos questionários.&nbsp; Os dados apontam para uma perceção positiva por parte dos estudantes, sobre os desenhos curriculares gamificados que foram implementados, indiciando alguns princípios a ter em conta no desenho instrucional gamificado para o ensino superior online.&nbsp;&nbsp;</p> Cláudia Gomes Alda Pereira Ana Nobre ##submission.copyrightStatement## 2019-04-09 2019-04-09 2 1 97 119 Gamificação de uma plataforma social académica numa universidade de Ensino a distância https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/144 <p>O nosso estudo propôs a implementação de Gamificação numa Plataforma Social Académica de uma Universidade Virtual. Gamificação foi definida como o uso de elementos derivados dos jogos em contextos que não são jogos. Adaptando-a ao nosso contexto, quisemos verificar de que forma a sua implementação influenciava a Interação, Colaboração, Cooperação e Aprendizagem Social e ainda as presenças da Comunidade de Investigação, no espaço da Plataforma. Para isso usámos uma Metodologia de Design Based Research numa configuração de Métodos Mistos. Identificámos como foco de análise as formas sociais para a aprendizagem. Começámos por recolher opiniões dos utilizadores, usando entrevistas semi-estruturadas. Os resultados, informaram na construção de um protótipo “gamificado” construído com a ferramenta Elgg. Seguidamente efetuaram-se testes de usabilidade, recolhendo dados da performance e das opiniões dos utilizadores e foi efetuada uma implementação gamificada. Foram depois enviados questionários aos utilizadores e recolhidas estatísticas do uso. Os dados foram descritos, analisados e discutidos, segundo uma ordem cronológica. É discutido o impacto da implementação nas dimensões propostas e possibilidades de investigação futuras.</p> Fernando Bacelar Lina Morgado Vitor Rocio ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2019-04-09 2019-04-09 2 1 120 153