RE@D - Revista de Educação a Distância e eLearning https://journals.uab.pt/index.php/lead_read <p>A Revista RE@D - Revista de&nbsp; Educação a Distância e Elearning é uma revista online, de acesso aberto, editada pelo Laboratório de Educação a Distância e Elearning (LE@D), sediado na Universidade Aberta. Tem como objetivo promover o intercâmbio de ideias, pensamento e investigação em torno de domínios considerados vitais para o desenvolvimento da Educação a Distancia, da Educação Aberta e do Elearning.&nbsp;&nbsp;</p> LE@D - Laboratório de Educação a Distância e Elearning pt-PT RE@D - Revista de Educação a Distância e eLearning 2182-4967 Editorial https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/257 <p>Edorial Vol 3, Nº 2</p> Alda Pereira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2020-12-05 2020-12-05 3 2 1 2 10.34627/re@d_le@d.v3i2.257 A Educação a Distância no Ensino Superior no Brasil: o olhar de gestores institucionais e coordenadores de polo https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/250 <p>Este artigo baseia-se nos resultados de uma pesquisa de Doutoramento em Educação sobre o processo de gestão de cursos de educação superior na modalidade a distância no Brasil, no âmbito da Universidade Aberta do Brasil e de instituições universitárias privadas.&nbsp; O enfoque metodológico foi o estudo de caso múltiplo, no qual um grupo de coordenadores de polo presencial e gestores institucionais de educação a distância foram questionados sobre os desafios enfrentados pelas instituições de ensino superior para a qualidade do processo ensino-aprendizagem e a redução nos índices de evasão na educação superior a distância.&nbsp; Os resultados da pesquisa contribuem para a promoção de políticas institucionais para a incorporação qualitativa da educação a distância no aparato orgânico e na rotina acadêmica das instituições de ensino superior, além de fornecer subsídios ao Ministério da Educação que tutela o ensino superior no Brasil para a formulação e aprimoramento de políticas públicas voltadas a educação a distância.</p> Márcia Freitas Vieira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2020-12-05 2020-12-05 3 2 3 25 10.34627/re@d_le@d.v3i2.250 Avaliação da Qualidade com base na Aplicação da Ferramenta Servqual - Um Estudo de Caso Numa Instituição de Educação a Distância em Moçambique https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/249 <p><span style="font-weight: 400;">Este artigo apresenta uma versão modificada do modelo SERVQUAL para medir a satisfação dos estudantes do Instituto Superior de Ciências e Educação a Distância em Moçambique. O modelo SERVQUAL consiste na</span><span style="font-weight: 400;"> utilização de aspectos relacionados aos serviços aos estudantes a distância que são questionados usando o questionário SERVQUAL em duas fases para apurar a diferença entre as as expetativas e perceções dos mesmos. Foi feita uma análise dos dados de 348 estudantes cujos resultados mostram a utilidade desta ferramenta para obter a perceção dos estudantes de forma sintética e reduzida em formato que pode ser usado pelos membros da administração para tomar decisões. A dimensão </span><em><span style="font-weight: 400;">Empatia</span></em><span style="font-weight: 400;"> foi a que mais se aproximou das expetativas dos estudantes, enquanto que a dimensão </span><em><span style="font-weight: 400;">Capacidade de Resposta</span></em><span style="font-weight: 400;"> teve a pior apreciação. Por outro lado, o modelo SERVQUAL pode ser um complemento útil às ferramentas standard de avaliação de qualidade de uma instituição de educação a distância. A metodologia usada nesta pesquisa nunca foi usada em Moçambique.</span></p> Antonio Mateus Chimuzu António M Teixeira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2020-12-05 2020-12-05 3 2 26 38 10.34627/re@d_le@d.v3i2.249 Aprendizagem Colaborativa Online: da Interação à Colaboração Assíncrona num curso de uma Instituição de Ensino Profissionalizante no Brasil https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/248 <p>Investir na formação de professores para adoção de práticas pedagógicas inovadoras em sala de aula tem sido a resposta para vencer os desafios e alavancar mudanças no Ensino Profissionalizante. O presente artigo apresenta os resultados da investigação do curso <em>online Novas Metodologias e Práticas Pedagógicas</em> realizado para instrutores de uma Instituição de Ensino Profissionalizante.</p> <p>A metodologia utilizada foi o estudo de caso, com uma abordagem qualitativa e quantitativa, tendo como técnicas de pesquisa a análise de conteúdo das interações nos fóruns de discussão e entrevista semiestruturada. Para o estudo da identificação e mensuração da colaboração nas discussões assíncronas foi utilizado o modelo de colaboração adaptado de Murphy (2004), que inclui as categorias: <em>Presença social</em>, <em>Articulação da perspectiva individual</em>, <em>Acomodar ou refletir a perspectiva dos outros</em>, <em>Co-construção de perspectivas e finalidades</em>, <em>Encontrar objetivos e finalidades em comum</em> e <em>Produção de materiais partilhados</em>.&nbsp;</p> <p>Os resultados evidenciam um nível elevado de interação e colaboração nas etapas iniciais e demonstram que as ferramentas de comunicação assíncronas serviram para que os moderadores assumissem um papel de facilitadores, levando os alunos a refletirem, questionarem e analisarem suas práticas, assumindo um papel ativo no percurso da aprendizagem, o que nos faz concluir que se verificou aprendizagem colaborativa.</p> Katia Ramos João Carlos Sacadura Paz ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2020-12-05 2020-12-05 3 2 39 59 10.34627/re@d_le@d.v3i2.248 Um Estudo Exploratório sobre a Formação Inicial de Professores a Distância: as Perceções de Docentes sobre o Ensino e a Aprendizagem https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/252 <p>Face à complexidade das funções docentes, a formação inicial de professores tem de proporcionar diversas aprendizagens e competências nos futuros professores. Com a pandemia da COVID-19, o ensino presencial na formação inicial de professores passou a realizar-se a distância, com recurso a ferramentas tecnológicas digitais. Esta mudança exigiu a adaptação dos professores e dos estudantes, alterando-se os métodos de ensino e o trabalho e a aprendizagem dos futuros professores. Foi neste contexto que questionámos as perceções de professores dos cursos de formação inicial de professores da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro sobre o ensino e a aprendizagem dos estudantes no contexto do ensino a distância. Para a resposta a esta questão administrámos um questionário aos professores desses cursos, em maio de 2020, que nos permitiu verificar que os professores percecionaram a alteração dos métodos de ensino previstos para o ensino presencial, o aumento do seu trabalho pedagógico, bem como o maior estímulo ao trabalho e aprendizagem autónomos dos estudantes.</p> Carlos Alberto Ferreira Ana Maria Bastos, Bastos ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2020-12-05 2020-12-05 3 2 60 76 10.34627/re@d_le@d.v3i2.252 Metodologia de Projeto e Metodologia de Pesquisa na perspectiva da Pesquisa e Inovação Responsáveis https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/212 <p>A abordagem da Pesquisa e Inovação Responsáveis (RRI) prepara a sociedade para lidar com promessas e incertezas, bem como para ampliar a compreensão dos benefícios e riscos da pesquisa e da inovação. Este trabalho é uma reflexão acerca das possibilidades de oportunidades de aprendizagem dos estudantes no contexto da Metodologia de Projeto e da Metodologia de Pesquisa, numa perspectiva da Pesquisa e Inovação Responsáveis, envolvendo a ética, integridade, igualdade, oportunidades, pensamentos flexíveis e engajamento adequado dos participantes, oferecendo acesso amplo e efetivo aos resultados, além de ampliar a efetividade da educação. Esta reflexão se deu por meio da observação de um projeto piloto que permitiu aos estudantes do curso de Design Digital de uma Universidade em Curitiba-Paraná criar um recurso educacional, motivando-os para a pesquisa e discussão de temas da atualidade relacionados a situações-problema reais, por meio de um processo de construção, colaboração, coparticipação, cooperação, solidariedade, compreensão, respeito mútuo, tolerância e formação da cidadania.</p> Patrícia Lupion Torres Raquel Pasternak Glitz Kowalski Jéssica Karollayne Pinheiro Lopes António QUINTAS-MENDES ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2020-12-05 2020-12-05 3 2 77 96 10.34627/re@d_le@d.v3i2.212 Aprendizagem colaborativa no Ensino Superior:uma experiência em língua estrangeira na área do Turismo https://journals.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/232 <p style="margin: 0cm; margin-bottom: .0001pt; text-align: justify;"><span style="font-size: 11.0pt; font-family: 'Tahoma',sans-serif; color: black; background: white;">Considerando o futuro da indústria do Turismo e a necessidade de adaptar as competências dos estudantes do ensino superior à realidade profissional que os espera, o paradigma tradicional de ensino deve ir progressivamente incluindo metodologias e estratégias de aprendizagem ativa e participativa, procurando fomentar a autonomia do estudante e a sua responsabilização no processo de aprendizagem.</span></p> <p style="margin: 0cm; margin-bottom: .0001pt; text-align: justify;"><span style="font-size: 11.0pt; font-family: 'Tahoma',sans-serif; color: black; background: white;">Este artigo relata uma experiência pedagógica desenvolvida junto de estudantes de licenciatura na área do Turismo, numa unidade curricular de língua inglesa, em que se desenvolveu uma metodologia de aprendizagem ativa e colaborativa, centrada nos estudantes e tendo o professor como facilitador do processo de aprendizagem.</span></p> <p style="margin: 0cm; margin-bottom: .0001pt; text-align: justify;"><span style="font-size: 11.0pt; font-family: 'Tahoma',sans-serif; color: black; background: white;">Os resultados demonstram que os estudantes percecionam esta experiência como promotora da sua autonomia e de um trabalho mais colaborativo, no contexto de um processo de aprendizagem um pouco mais flexível que o habitual, mas revela também algumas fragilidades por parte dos estudantes, nomeadamente a nível da insegurança e da constante necessidade de <em>feedback</em> por parte do professor.</span></p> Paula Cardoso Laura Chagas ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2020-12-05 2020-12-05 3 2 97 106 10.34627/re@d_le@d.v3i2.232