Bike-Index – um índice de acessibilidade velocípede recorrendo a programação em ambiente SIG

  • Nuno Sousa
  • Eduardo Natividade-Jesus
  • João Coutinho-Rodrigues
Palavras-chave: acessibilidade, modo de transporte velocípede, programação scripts, sistemas de informação geográfica

Resumo

Um índice de acessibilidade velocípede – Bike-Index – é apresentado, baseado no esforço metabólico do ciclista como medida da impedância entre origens e destinos e nas limitações impostas por esse esforço. Adequado para estudar a acessibilidade velocípede em cidades declivosas, o Bike-Index requer um Sistema de Informação Geográfica e a programação de scripts nesse ambiente. A metodologia de cálculo é apresentada e aplicada a um caso-de-estudo, a cidade de Coimbra, Portugal, e os resultados revelam que a acessibilidade está dependente tanto da centralidade como do relevo, sendo que este penaliza zonas de encosta e planaltos mal servidos de equipamentos urbanos.

Publicado
2018-12-10
Secção
Artigos